sexta-feira, 25 de março de 2011

Arrependimento (Agostinho)



"Quem confessa os próprios pecados já está agindo em harmonia com Deus. Deus acusa teus pecados; se tu também os acusas, tu te associas a Deus. O homem e o pecador são, por assim dizer, duas realidades: quando ouves falar do homem, foi Deus quem o fez; quando ouves falar do pecador, é o próprio homem quem o fez. Destrói o que fizeste para que Deus salve o que Ele fez [...] Quando começas a detestar o que fizeste, é então que tuas boas obras começam, porque acusas tuas más obras. A confissão das más obras é o começo das boas obras. Contribui para a verdade e consegues chegar à luz."

"Deus nos criou sem nós, mas não quis salvar-nos sem nós."

"O Senhor nosso Deus, por uma disposição misteriosa e arcana de sua divina e excelsa justiça, inoculou em nós o remédio do arrependimento, o qual o demônio não mereceu obter."


Extraído de:



Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...