terça-feira, 14 de setembro de 2010

Deus não muda

AULA DE EBD: 21 de fevereiro de 2010


Textos-base:
Salmos 90; Tiago 1:16-18; Isaías 55:8-13; Isaías 48:12-22; Salmos 102: 26-28; Hebreus 1:11-12; Êxodo 3:1-14; Hebreus 13:8.



Introdução



Nesta vida tudo muda e tudo passa. Há uma música bem conhecida de Lulu Santos e Nelson Mota que retrata bem isso:

Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará
A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito
Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo
Não adianta fugir
Nem mentir
Pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar (3x)

Realmente, ao tratarmos da natureza, do tempo e das pessoas, tudo passa e muda, mas quando falamos de Deus, isso é diferente. Somente Ele é imutável.
"Deus é imune de todo acréscimo ou diminuição e de todo desenvolvimento ou decadência em Seu ser e perfeições" (Louis Berkhof).
A intenção desta lição é estudarmos a imutabilidade de Deus:
"Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos" (Malaquias 3:6)



QUAL A DIMENSÃO DA IMUTABILIDADE DE DEUS?

A imutabilidade de Deus é a perfeição pela qual não há mudança em Seu Ser, em Seus planos e propósitos, em Seu discurso e em Suas promessas.

- O SER DE DEUS NÃO MUDA

O Ser de Deus compreende Sua personalidade e o Seu caráter. Ele é Absoluto, causa e razão de todas as coisas existentes. Deus é auto-existente, isto é, Ele tem em si mesmo a razão da Sua existência. Deus tem a vida em si mesmo:
"Porque assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo" (João 5:26)

A vida de Deus não muda e somente Ele é "o único imortal"
 "Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém." (I Timóteo 6:16)

Deus é também imutável em Seu Ser.
"Disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós outros" (Êxodo 3:14)

O nome contém a garantia que Deus será para com o povo nos dias de Moisés p que foi para os seus pais. Deus é o mesmo hoje!

Charles Spurgeon declarou:
Deus é perpetuamente o mesmo. Ele não é composto de qualquer substância ou matéria, mas é espírito - puro, essencial e etéreo espírito - e por isso é imutável. 
Ele permanece para sempre o mesmo. Não há nenhuma ruga em Sua eterna testa. Nenhuma época O paralisou; nenhum ano O marcou com recordações passageiras; Ele vê as eras passarem, mas com Ele está sempre o agora. Ele é o grande Eu sou - o Grande Imutável.

Deus é imutável! Nele não há dúvidas ou variações:
"Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação." (Tiago 1:17)

- OS PLANOS DE DEUS NÃO MUDAM

Tudo que existe e acontece deriva-se da vontade soberana de Deus: criação, preservação e governo do universo (Salmos 135:6; Jeremias 18:6; Deuteronômio 4:35); eleição, regeneração e santificação do crente (Efésios 1:11, Tiago 1:18, Filipenses 2:13); sofrimento dos crentes e o destino eterno das pessoas (I Pedro 3:17 e Atos 18:21). James Ian Packer diz:
"O que Deus executa no tempo, Ele já planejara desde a eternidade, e tudo o que planejou na eternidade realiza no tempo".


Há textos bíblicos que aparentemente falam sobre "arrependimento"divino: Gn 6.6; 1Sm 15.11; 2Sm 24.16; Jn 3.10; Jl 2.13. Primeiro, precisamos entender que trata-se de antropomorfismo, isto é, linguagem humana para descrever atitudes divinas. Segundo, J. I. Parker explica: "A referência em cada caso é sobre a anulação do tratamento prévio dispensado a certos homens, como consequência deles a esse tratamento... Não há mudança alguma em seu propósito eterno quando ele começa a agir em relação a uma pessoa de maneira diferente". Deus é imutável em seus planos. 


- O DISCURSO DE DEUS NÃO MUDA

O discurso de Deus está escrito em sua Palavra. A Bíblia é a revelação escrita dos pensamentos e das idéias de Deus. O tempo passa, as gerações mudam, mas o discurso de Deus é o mesmo.
Seca-se a erva, e cai a sua flor, mas a palavra de nosso Deus permanece eternamente. (Is 40.8).
Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão (Mt 24.30).

A causa da imutabilidade da Palavra de Deus é a própria imutabilidade do ser de Deus. Os teólogos de Westminster resumiram bem este assunto: "O que é Deus? Deus é espírito (Jo 4.24), infinito, eterno e imutável em seu ser (Sl 90..2; Ml 3.6; Tg 1.17; I Rs 8.27; Jr 23.24; Is 40.22), sabedoria (Sl 147.5; Rm 16.27), poder (Gn 17.1; Ap 19.6), santidade (Is 57.15; Jo 17.11; Ap 4.8), justiça (Dt 32.4), bondade (Sl 100.5; Rm 2.4) e verdade (Ex 34.6; Sl 117.2)."

É o próprio Deus que zela pelo cumprimento da Sua Palavra: Disse-me o SENHOR: Viste bem, porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir. (Jr 1.12).

- AS PROMESSAS DE DEUS NÃO MUDAM

As promessas de Deus são compromissos assumidos pelo próprio Deus, com o seu povo, com a finalidade de abençoá-lo. Promessas espirituais e materiais, temporárias e eternas, condicionais e incondicionais. Deus nunca falhou em cumpri-las: Bendito seja o SENHOR, que deu repouso ao seu povo de Israel, segundo tudo o que prometera; nem uma só palavra falhou de todas as suas boas promessas, feitas por intermédio de Moisés, seu servo (1 Reis 8.56).

Todas as promessas de Deus continuam válidas hoje.
Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá? (Números 23.19).
Quem fez e executou tudo isso? Aquele que desde o princípio tem chamado as gerações à existência, eu, o SENHOR, o primeiro, e com os últimos eu mesmo. (Isaías 41.4).

As promessas de Deus são imutáveis.


QUEM SE BENEFICIA COM A IMUTABILIDADE DE DEUS?

O nosso texto básico diz: Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos. (Malaquias 3.6). Os beneficiários da imutabilidade de Deus são os "filhos de Jacó". Quem são os "filhos de Jacó"?

Verificando na Bíblia podemos afirmar que os "filhos de Jacó" são os descendentes espirituais da Aliança que Deus fez com Abraão, Isaque e confirmou a Jacó. Leia o que Deus disse a Jacó:
Perto dele estava o SENHOR e lhe disse: Eu sou o SENHOR, Deus de Abraão, teu pai, e Deus de Isaque. A terra em que agora estás deitado, eu ta darei, a ti e à tua descendência. A tua descendência será como o pó da terra; estender-te-ás para o Ocidente e para o Oriente, para o Norte e para o Sul. Em ti e na tua descendência serão abençoadas todas as famílias da terra. (Gênesis 28.13-14).

Todo cristão ou todos os que são de Jesus, mediante a fé, são "filhos de Jacó" ou "filhos de Abraão":
Pois todos vós sois filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus;porque todos quantos fostes batizados em Cristo de Cristo vos revestistes. Dessarte, não pode haver judeu nem grego; nem escravo nem liberto; nem homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, também sois descendentes de Abraão e herdeiros segundo a promessa. (Gálatas 3.26-29).

Em síntese, os "filhos de Jacó" são os escolhidos e amados do Senhor.
Vós, descendentes de Abraão, seu servo, vós, filhos de Jacó, seus escolhidos.(Salmos 105.6).

E ainda não eram os gêmeos nascidos, nem tinham praticado o bem ou o mal (para que o propósito de Deus, quanto à eleição, prevalecesse, não por obras, mas por aquele que chama), já fora dito a ela: O mais velho será servo do mais moço. Como está escrito: Amei Jacó, porém me aborreci de Esaú. (Romanos 9.11-13)

CONCLUSÃO 

Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos. (Ml 3.6). Nesta promessa temos a doutrina bíblica da imutabilidade de Deus. Os mais beneficiados por ela são os "filhos de Jacó", isto é, para todos nós que cremos em Jesus.

O grande benefício da imutabilidade divina é que jamais seremos destruídos. O sentido bíblico mais forte de "destruído" é "exterminado", "aniquilado" definitivamente (1 Samuel 15.3; Salmos 101.8; 2 Timóteo 1.10; Hebreus 2.14). Deus, por causa da sua imutabilidade, disciplina-nos e castiga-nos. Paulo declara: Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos. (2Co 4.8-9).



Guilherme Wege disse...

Bom post cara...

Antigamente, por varias vezes, eu tive a impressão de que Deus tinha se afastado da humanidade, porque as coisas estão num ponto quase de auto destruição... O mundo tá num estado muito doido, sem volta e piorando a cada dia...

Hoje eu creio, e penso diferente graças a Deus.

Abraços!

Barrabás disse...

Sim, Guilherme, muitos até hoje tem a impressão que Deus deixou a humanidade de lado, mas na verdade Ele está no controle da situação, e o fato DEle nunca mudar é a nossa maior segurança..

Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...