quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

S&H - Movimento Neopentecostal

AULA DE EBD: 21 de novembro de 2010


LEITURA BÍBLICA:
2 Coríntios 12.1-5 (A graça é o bastante)
Deuteronômio 28:1-14 (A bênção decorrente da obediência)
Deuteronômio 28:15-68 (A maldição)
1 João 5.18 (O maligno não toca)
Mateus 5.1-12 (A felicidade cristã)
Filipenses 4.10-13 (Tudo posso)
2 Coríntios 11.22 (O sofrimento por Cristo)

Texto de referência:
Mateus 5
1 E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;
2 E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:
3 Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
4 Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
5 Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
6 Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
7 Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
8 Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
9 Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
10 Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
11 Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
12 Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.

A idéia do estudo
:
O neopentecostalismo, resultante do pentecostalismo é representado no Brasil por várias denominações, pregando principalmente as doutrinas da bênção e maldição, da batalha espiritual e a teologia da prosperidade, desvios doutrinários sérios que devemos combater.
Lembrando que o estudo trata do NEOPENTECOSTALISMO e não do PENTECOSTALISMO.

INTRODUÇÃO:

- Qual é a base de nossa fé?
São nossas subjetivas experiências pessoais ou é a objetiva Escritura?
- Qual é o propósito da nossa vida?
Fazer-nos felizes e sem problemas ou glorificar a Deus mesmo em meio aos sofrimentos??
- Jesus deixou com sua igreja o Espírito Santo para entre coisas nos lembrar de Seus ensinamentos ou para nos tornar cheios de poder em posses e ostentação?
O estudo da Escritura não deixa dúvidas sobre as respostas a essas questões, mas o neopentecostalismo sugere coisas diferentes, as quais devemos identificar e rejeitar.
Breve histórico:
O neopentecostalismo é uma nova forma de pentecostalismo, se caracterizando como seita pela presença de elementos heréticos em sua doutrina, distanciando essas “igrejas” da Escritura. Para entendermos melhor o neopentecostalismo, precisamos partir do pentecostalismo histórico.
A) A origem do pentecostalismo
William Seymour (1870-1922) trabalhava numa comunidade negra nos EUA, chamada “Missão da Fé Apostólica”. Em 9 de abril de 1906, seus seguidores começaram a ter experiências semelhantes às descritas em Atos 2:4, e depois de 3 dias o próprio Seymour teve a mesma experiência.
A formação do princípio básico do pentecostalismo se deve a Charles Fox Pahan e os alunos de seu instituo bíblico. Analisando os textos sobre o episódio do Pentecoste e a presença do Espírito Santo na vida dos crentes, concluíram que a experiência com o Espírito é posterior á conversão, uma segunda bênção, cuja evidência seria o “falar em novas línguas”. Seymour foi discípulo de Fahan.
Essa teoria de Paham e as práticas de Seymor contagiaram a América do Norte, o mundo e o Brasil.
B) O pentecostalismo no Brasil
No sul, com a Congregação Cristã no Brasil (1910 por Luigi Francescon, ex-presbiteriano), restringindo-se à comunidade italiana.
No norte, com a Assembléia de Deus (1911, com Gunnar Vingren e Daniel Berg, em Belém do Pará, junto à igreja batista).
Fragmentou-se em “Igreja do Evangelho Quadrangular”,  “O Brasil Para Cristo” e “Deus é Amor”.
Influenciaram também muitas igrejas históricas, alterando suas doutrinas através do chamado “movimento de renovação”.
C) O movimento neopentecostal no Brasil
É uma remodelação do pentecostalismo com ênfase no pragmatismo e no subjetivismo.
No início da década de 1970, prega o sucesso pessoal derivado do relacionamento com o divino, manifestado por meio da saúde, prosperidade, nas revelações divinas e na luta contra as forças do mal. Toda tribulação ou problema é ação diabólica ou fruto de “feitiçaria”, de “pecados cultos” ou de “maldição hereditária”, bastando recorrer a Deus, ir aos cultos, rituais espirituais e receber a “oração forte”.
PRINCIPAIS GRUPOS NEOPENTECOSTAIS NO BRASIL:
O neopentecostalismo não é uniforme, possibilitando então diversificação de doutrinas. Entre os principais grupos que seguem esse movimento estão:
A) Igreja Universal do Reino de Deus (IURD)
A IURD foi fundada por Edir Macedo e seu cunhado R. R. Soares. Demonstra sua força do plano político, quando em 1990 elegeu 3 deputados federais e atualmente conta com o senador Marcelo Crivella, sobrinho de (Edir Macedo), além vários vereadores, deputados estaduais e federais.
Ao que tudo indica, a IURD tende a perpetuar mesmo após a morte ou afastamento de Edir Macedo.


B) Igreja Apostólica Renascer em Cristo
Fundada por Estevam e Sonia Hernandes, na década de 1990, como um trabalho para alcançar jovens envolvidos com dependência química, e em pouco tempo se tornou referência na produção de bandas de rock cristão, que comunicavam uma linguagem própria da juventude do final do século passado.

C) Igreja Internacional da Graça de Deus
Após se separar de Edir Macedo em 1980 em relação ao “ministério”, Romildo Rodrigues Soares se voltou para as classes mais baixas. Com uma comunicação agradável, R. R. Soares tem conquistado cada vez mais espaço.
O fato de não haver escândalos que envolvam seu nome (diferentemente das outras 2 denominações citadas anteriormente) o torna mais confiável entre os fiéis e contribuintes.
PRINCIPAIS PONTOS DOUTRINÁRIOS:
São ortodoxos quanto às doutrinas básicas cristãs (Deus, Cristologia, Trindade, Espírito Santo). Quanto à salvação, geralmente são arminianos, isto é, enfatizam a iniciativa da soberania humana na salvação, uma vez que originam do Metodismo e dos Movimentos de Santidade (Holiness).
Ou seja, os maiores problemas estão na crenças nos seguintes itens:
A) BÊNÇÃO E MALDIÇÃO
Uma marca que os distingue é a ênfase a bênção e maldição.
As Escrituras são claras em afirmar que a bênção e maldição são conseqüências da obediência ou não ao Senhor (Deuteronômio 28.1-68). O texto não fala de objetos e elementos físicos geradores de bênção ou maldição, e da mesma forma, não há envolvimentos demoníacos que trazem maldição sobre os crentes.
Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. (Romanos 8:1)
B) BATALHA ESPIRITUAL

Outro elemento bem presente no movimento neopentecostal, sendo que tempos atrás era rotineira a exibição de exorcismos na TV.
Usam Efésios 6:12 para a ênfase nesse elemento, e também para a criação de todo um “edifício teológico”, citando-se hierarquias demoníacas, espíritos territoriais, preparo cristão, luta entre forças, etc. Dando grande destaque à ação demoníaca.
Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. (Efésios 6:12)
C) TEOLOGIA DA PROSPERIDADE
Ensina que para o cristão não pode haver pobreza, doença, tribulações, etc; utilizando-se de textos como Salmos 37:25, Isaías 53:4, Salmos 91:10. Tribulação, doença, dificuldades financeiras ou de qualquer outra espécie são fruto de falta de fé, do pecado ou de uma ação demoníaca, com origem em trabalhos de macumba ou maldição hereditária.
Mas sofrer por Cristo é uma felicidade cristã (Mateus 5:10-12), a verdadeira alegria é saber viver contente em toda situação. “Poder tudo” está no contexto de sofrimento e alegria. (Filipenses 4:11-13).
Filipenses 4:11-12:
Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.
Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.
Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.
Por atropelarem o ensinamento bíblico, se esquecem daqueles que sofrem por amor ao evangelho. Além disso, a Palavra exorta a cuidar do irmão em necessidade (I João 3:17) e não tirar dele o pouco que tem.
I João 3:17:
Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus?

CONCLUSÃO:
Vivemos um tempo complicado na história da igreja. “Uma nova espiritualidade” tem nascido da experiência e subjetividade de alguns.
A igreja precisa voltar às bases da meditação bíblica e da oração submissa.


Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...