terça-feira, 21 de julho de 2015

O Homem-Aranha realmente existe?? (por Bodie Hodge)

Extraído de: AnswersInGenesis.org




Você já viu uma imagem na internet sobre "A Existência de Deus x A Existência do Homem-Aranha"??

Seja Cristão ou ateísta, você não pode deixar de rir disso. Naturalmente, nós rimos por diferentes razões, mas quem está pensando sobre isso corretamente??

O ateísta olha para isso e diz: "Há! Não há Deus, caso contrário vocês cristãos terão que admitir que o Homem-Aranha existe (o que é claramente ridículo) por causa desse livro "igual e oposto" que tem o Homem-Aranha!"
Mas esse é realmente um bom argumento?
Geralmente um cristão olhará para isso e rirá por uma razão inteiramente diferente: essa analogia é pobre. É como duas pessoas discutindo sobre qual dos carros abaixo iria ganhar uma corrida, pensando que eles são equilibrados:



Mas quando abrimos os capôs de ambos os carros, descobrimos que um trabalha para explicar o mundo e um não.


Cosmovisão Bíblica
Cosmovisão Secular

Quando você abre a HQ do Homem-Aranha, ela simplesmente não explica o mundo. Não está nem mesmo em posição de fazer isso. É cheia de contradições tanto internamente quando em relação à realidade (por exemplo, diz que mutações te tornam melhor e certas mordidas de aranha podem te dar super-poderes). Homem-Aranha é tão crível quanto um evento da vida real como a história evolucionária.

A HQ do Homem-Aranha não foi dada por um Homem-Aranha inerrante que influenciou o autor Stan Lee a escrever o texto "inspirado" da HQ do Homem-Aranha, que deveria ser feita sem erro. Isso causa grandes problemas para coisas como epistemologia (isso é, a teoria do conhecimento). O Homem-Aranha não pode explicar origens ou por quê a humanidade tem a capacidade de pensar logicamente, fazer ciência, ou ter uma moralidade consistente.

Quando se resume a isso, essa imagem é meramente uma falsa analogia, uma falácia lógica que tentar equiparar uma HQ do Homem-Aranha com a Bíblia. A Bíblia é epistemologicamente correta, explica porque a ciência é possível, dá uma base consistente para moralidade, lógica e verdade, e não tem contradições nem internamente nem com a realidade. A imagem tenta ambos: rebaixar a Bíblia, que vem de Deus, a meramente o status de qualquer livro de autoria humana e elevar a palavra do homem para ser equivalente à Palavra de Deus. 

Em outras palavras,  eles estão erroneamente te pedindo para confiar que o homem é igual a Deus para fazer a analogia funcionar. Eu não tenho tal tipo de fé cega no homem e suas opiniões arbitrárias para colocá-lo a par com Deus. Eu acho ridículo que pessoas realmente pensem que esse seja um bom argumento contra o Deus da Bíblia. Então todos podemos rir da imagem, mas por razões diferentes.

Se você é um ateísta, eu quero te encorajar a realmente pensar sobre o desespero da sua religião e considerar as reivindicações de Deus. Ateísmo, que pressupõe a ideia de que universo consiste somente de matéria e energia (materialismo/naturalismo), não pode explicar porque coisas imateriais como a verdade, bom, mau, lógica, conhecimento, e assim por diante, realmente existem. Se você pretende ser um ateu, e ainda acredita que lógica, conhecimento, verdade e moralidade existem, então você não é ateu, você é um dualista. Permita-me explicar brevemente dualismo - não deixe que a terminologia técnica te assuste!

Materialistas acreditam que as únicas coisas que realmente existem são materiais. Não há coisa alguma espiritual ou imaterial no materialismo. Mesmo a lógica e a verdade não podem realmente existir porque elas não são materiais. O monista (isto é, monismo espiritual) crê no oposto. Eles acreditam que as únicas coisas que realmente existem são espirituais ou imateriais. Eles defendem que matéria não existe. Argumentam que somos meramente enganados na crença que matéria existe.

O dualista (isto é, dualismo secular) é a ideia de que a matéria existe mas há também um reino "ideal" que existe, mas sem deus envolvido. E esse reino ideal é mais perfeito e informa esse mundo material. Então dualistas reconhecem que matéria existe e também reconhecem lógica absoluta, conceitos absolutos, e verdade absoluta. Mas eles não tem meios pelos quais aquele reino imaterial informa o mundo material como Cristãos tem com Deus, que é Espírito, que criou e sustenta o mundo e interage com Sua criação.

Como dualistas, eles estão presos com o mesmo problema que Platão - ainda o principal dualista do mundo - tinha quando ele foi refutado por seu precioso aluno Aristóteles sobre como o reino imaterial informa o mundo material em um ponto de vista secularista. Sem um Deus - como o Deus da Bíblia - como uma base para interação com o mundo material, a explicação é meramente deixada a estórias arbitrárias. Platão sabia disso!

Seja ateísta ou dualista, você terá que responder a Deus (Eclesiastes 12:7; Hebreus 9:27) e está essencialmente em um período de calmaria da graça de Deus em que tem a oportunidade de se arrepender (2 Pedro 3:9). Eu sugiro que você pare de reprimir seu conhecimento sobre existência de Deus (Romanos 1:18–32) e reconheça que o julgamento está vindo para você. Todos nós morreremos um dia e isso é parte do julgamento pelo pecado (Gênesis 2:17; Romanos 5:12). Você não pode escapar da morte e não pode se esconder de Deus, e prestará conta de tudo, especialmente seu pecado. Deus te julgará com retidão.

Ele já sabe tudo que você fez. Por que não pedir por perdão agora antes de ser tarde demais? Deus fez um caminho de escape do que a Bíblia chama "segunda morte" e a punição que todos nós merecemos por pecar contra Deus por toda eternidade no inferno. Se você quer saber mais veja aqui:



Traduzido de:


Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...