quinta-feira, 31 de julho de 2008

Salvação se perde?

Há pessoas que realmente acreditam que a salvação pode ser perdida caso a pessoa não persista na fé, e com isso acabam afirmando que depende da pessoa manter sua fé com suas próprias forças.


É estranho pensar desta forma.. Quero dizer, o que determinaria a perda da minha salvação? A perda da fé?
Não consigo entender como alguém que diz ser salvo pode um dia simplesmente negar a fé que tinha. Realmente não consigo. 
Isso porque me pergunto quais eram os fundamentos da fé de tal pessoa...

Se a fé dos cristãos é direcionada a Deus, que é eterno, não muda, como pode alguém dizer que cria, mas deixou de crer. Ou seja, se a base da fé é imutável, então a mudança somente pode ter vindo da pessoa. E se tal pessoa, mudou sua visão a respeito de algo que nada mudou, então há 2 possibilidades racionais: - sua primeira visão era errônea ou a visão atual é que está incorreta. Com isso, chego à conclusão que tal pessoa está enganada, o que me faz questionar a autenticidade de sua antiga fé.
Crendo na Verdade do Evangelho que não muda, não posso concordar que, alguém que passe a negar o que antes afirmava como crença, tenha um dia compreendido e vivenciado esse mesmo evangelho. Pode ter até achado que tinha fé naquilo, mas estava se baseando em comportamentos de pessoas, experiências “sobrenaturais” ou qualquer tipo de promessa de prosperidade e riquezas, e não na realidade do evangelho, que está firmado na imutabilidade da Palavra de Deus.

Portanto eu afirmo que, se alguém um dia crer na Palavra de Deus e obedecê-la respeitando a infalibilidade da mesma, jamais poderá se desviar desse caminho. Poderá até ter crises em sua vida, mas nunca deixará de crer em Deus. E pensando assim me preocupo com muitos crentes que tem freqüentado igrejas buscando satisfação pessoal, “efeitos especiais”, “magia” e outras coisas inventadas pelos homens, e que não conhecem a natureza do evangelho, que prega sobre arrependimento, Graça, sofrimento, paciência, entre outras coisas..

Quanto a essas pessoas, temo que possam a qualquer momento deixar suas congregações, bastando apenas que seus olhos sejam abertos. Uns podem se maravilhar e aceitar o evangelho puro e simples, enquanto outros se revoltarão e não aceitarão tal coisa, permanecendo então no erro e talvez piorando ainda mais.

E esses últimos serão os apóstatas, vítimas de um conceito errôneo de cristianismo.


Paulo Correa disse...

Belo artigo! Deus abençoe!

Barrabás disse...

Obrigado, Paulo!!! E valeu pela visita e por comentar!

Deus te abençoe tb!

Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...