terça-feira, 27 de julho de 2010

PRA QUE JESUS MORREU (resposta)


Bom, no meu post anterior apresentei algumas das teorias do porquê Jesus ter morrido.. Neste post vou apontar os erros que julgo existirem em cada uma delas e apontar aquela que é a verdadeira.

Meu principal critério para realizar essa escolha será a concordância dessas argumentações e os versículos bíblicos, portanto, se você não crê na veracidade da bíblia, nem precisa perder seu tempo, mas tenha em mente que eu não te considero um (uma) cristão (cristã) de verdade.

E como eu disse antes, quem quiser contra-argumentar pode fazer sem qualquer problema (e eu adoraria que isso acontecesse...)


VAMO LÁ!!


TEORIA DO RESGATE
Essa teoria dá ao diabo uma autoridade que ele não tem. Ela coloca Deus como devedor do diabo, o que é absurdo. Não vejo qualquer evidência bíblica que dê força a essa teoria..

TEORIA DA RECAPITULAÇÃO
Essa teoria exime o ser humano de toda sua culpa unicamente por Jesus ter repetido seus passos SEM TER PECADO. Não faz sentido e se apóia na vida de Jesus, mas não esclarece o porquê de Sua morte, além de não ter qualquer respaldo bíblico também.

TEORIA COMERCIAL (ou da Satisfação)
Essa teoria afirma que a morte de Jesus teria SATISFEITO a Deus, e este então o recompensou, mas como Cristo não precisava, isso passou aos humanos de presente. Ou seja, não existe aqui arrependimento e nem conversão, mas unicamente um presente recebido independentemente das condições em que vivemos, sem transformação de vida.

TEORIA DE INFLUÊNCIA MORAL
Essa teoria sugere que a morte de Cristo somente serve para mostrar à humanidade o quanto Deus ama a todos, mas essa morte em si não traria qualquer benefício em si mesma, mas somente faria que as pessoas reconhecessem esse amor. Ou seja, essa teoria erra em sugerir que o ser humano tem condições de fazer as escolhas corretas por si só, e também em não afirmar que o pecado não teve pagamento, logo, seria insensato chamar a Cristo de "Cordeiro".

TEORIA DO EXEMPLO
Essa teoria procura reforçar a fé e obediência de Jesus, como se fosse isso que Ele queria nos mostrar com Sua vida e Morte.. Assim sendo, teríamos que admitir que Ele não é nosso Salvador, mas somente um modelo a seguirmos, e então cada um de nós poderia alcançar a Salvação ao imitá-lo.
Isso vai totalmente contra o ensino bíblico da GRAÇA, e nos colocaria como nossos próprios redentores.

TEORIA GOVERNAMENTAL
Creio que essa teoria seja a teoria mais pregada, mas apresenta pelo menos uma falha: coloca o ser humano na condição de aceitar ou não o sacrifício de Jesus. É como se cada ser humano pudesse se escolher se quer se beneficiar através da morte de Cristo, tendo seus pecados anulados perante Deus, ou seja, o sacrifício de Jesus em si mesmo não traz a Salvação ao ser humano, mas este é "co-redentor" de si mesmo.
Sendo assim, teríamos que admitir que Jesus teria morrido por todos, mas destes, só alguns vão assumir isso e por isso terem sua pena anulada, porém, teríamos também que admitir que esse sacrifício de Jesus teria sido pouquíssimo eficaz, já que a própria bíblia indica que tanta gente não o "acata"
Resumindo, falha em não colocar esse sacrifício como único meio de sermos livres do pecado, pelo contrário, nos colocando como nossos próprios co-redentores ao lado de Cristo.

TEORIA DA SUBSTITUIÇÃO PENAL
Essa teoria é a que se alinha à bíblia de forma mais coerente, pois afirma que somos todos incapazes de nos salvar, e afirma que a morte do Cordeiro perfeito (sem pecado), é o único meio de nos permitir a Salvação. Afirma que nossos pecados são pagos em Cristo, e, diferentemente da teoria governamental (acima), indica que a Salvação é unilateral, um presente que recebemos sem qualquer mérito.
Essa teoria coloca a morte de Cristo como 100% eficaz, pois todos aqueles aos quais Deus escolheu serão salvos, pois a fé lhes é imputada nos corações e toda a transformação de vida é realizada pelo próprio Deus. Não há qualquer resquício de "co-redenção", mas somente a ação de Deus em Sua Graça.

TEORIA DRAMÁTICA
Essa teoria somente serve como motivação ao apontar para a vitória do bem sobre o mal na cruz, mas nada além disso...

TEORIA DO MÁRTIR
Essa teoria afirma que a morte de Cristo foi como a de um herói, que defendia uma causa e foi até o fim, mas nada além disso... Sendo assim, Jesus poderia ser comparado a inúmeros outros personagens da história..

TEORIA DO ACIDENTE
Essa teoria afirma que a morte de Jesus foi algo comum, como qualquer outra morte... Ou seja, é uma teoria idiota..

TEORIA DO ARREPENDIMENTO VICÁRIO
Essa teoria afirma que Jesus recebeu sobre si os pecados e foi condenado, mas por ter se arrependido obteve o perdão... Ou seja, não tem sentido algum...

TEORIA MÍSTICA
Essa teoria afirma que Jesus também tinha uma natureza pecaminosa, mas em sua vida conseguiu subvertê-la, e assim todos os seres humanos devem fazer também.. Isso é ridículo e totalmente contrário à bíblia, que afirma que Jesus não tinha pecado mesmo tendo sido tentado e que somente somos salvos pela Graça.


Enfim, cheguei no final....

Se você discorda de alguma afirmação minha, por favor, comente aqui, no facebook ou me mande um email..
Espero que eu tenha conseguido explicar o motivo de Cristo ter morrido por nós e que todos os cristãos tenham isso claro em suas mentes, uma vez que a própria Ceia, que Jesus deixou para que celebremos, serve para reforçar essa lembrança..

VALEU!!


estevao disse...

"TEORIA DA SUBSTITUIÇÃO PENAL"
100% MONERGISTA, ISSO AÍ!!!
Essa teoria coloca a morte de Cristo como 100% eficaz, pois todos aqueles aos quais Deus escolheu serão salvos, pois a fé lhes é imputada nos corações e toda a transformação de vida é realizada pelo próprio Deus. Não há qualquer resquício de "co-redenção", mas somente a ação de Deus em Sua Graça.

Parabén pelo blog, está cada vêz melhor, gostei do "som" de fundo. xD

Barrabás disse...

Sem dúvidas!!

A única que eu consigo ver como 100% eficaz mesmo..

Valeu pelo comentário!!!!

Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...