quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Eu sou um bosta...



Cada vez mais eu me convenço disso...

Dia após dia olhando para as minhas atitudes ou mesmo a falta delas, eu confirmo que eu sou uma porcaria..

Calma... rs, não estou pensando em me matar e nem estou deprimido, só estou reconhecendo que não há coisa alguma em mim que me faça merecedor do amor de Deus..

Só estou dizendo que sou fraco, pecador, um perdedor enquanto ser humano, mas mesmo assim Deus me faz forte, justo e mais que vencedor através de Cristo..

Isso porque eu reconheço que minha natureza é ruim e voltada ao fracasso, mas que pela Graça de Deus sou considerado justo graças ao sacrifício de Jesus na cruz, que morreu no meu lugar e pagou pelos meus pecados..

Sendo assim, ainda sofro com a velha natureza, mas graças a Deus posso experimentar a paz e a alegria de ser uma nova criatura, e no fim de todo esse processo experimentarei uma vida eterna cheia de justiça e consolo..
A luta diária que travo contra minhas próprias vontades carnais se cessará e enfim viverei uma vida plena..

Ontem passei por uma situação que acentuou pra mim essa minha condição que ainda vivo...

Fui para a primeira aula teórica do CFC. Cheguei no horário e já disse pra atendente que era minha primeira aula, e ela me mandou primeiramente ir para a sala e foi o que fiz.. Depois de alguns minutos veio a professora, passando algumas instruções e depois perguntou quem havia passado pela máquina que colhe as digitais para confirmar a presença. Eu disse que não, porque a atendente me mandou direto pra sala... Aí a professora saiu da sala e foi falar com a atendente, depois voltou dizendo que eu tinha que resolver isso pois não poderia ficar na sala sem ter confirmado a presença na entrada.. Eu saí e fui falar com a moça, que cinicamente desmentiu na minha cara, dizendo que havia me dito para ir até a sala, dizendo que na verdade disse para eu passar pela tal máquina... Eu argumentei dizendo que não foi o que me havia dito, e ela simplesmente repetia as mesmas falas e era irredutível...

Bom, depois disso, a IRA tomou conta da minha mente, já que ter que fazer essas aulas já seria um saco e ter que remarcar essa aula mesmo não tendo feito nada de errado era tenso.. Então eu fiquei muito puto bravo e não tinha muita coisa boa a fazer a não ser remarcar uma nova aula e voltar pra casa... Então, graças a Deus, que me deu domínio próprio, depois do fato eu parei e fiquei um tempo estático, sem reação, tentando esfriar a cabeça, evitando algum tipo de agressão verbal ou física, e depois de um tempo fui falar com outra atendente para resolver o problema e remarcar a aula...

Aí saí de lá e fui dar uma volta no centro da cidade, dando voltas e pensando naquilo, cogitando trocar a escola devido ao tratamento que recebi e outras coisas mais, mas enfim fui ao ponto e entrei no ônibus para o meu bairro... Percebi que ainda dava tempo e ao invés de ir pra casa fui para a igreja, e ouvi uma pregação que frisava que o nosso Deus é o Deus da Consolação...


Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação;
Que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.


Mesmo estando ainda muito nervoso com o que eu passei, eu pensei: "Pra quê tanta raiva?"

Sei que estava certo; que a moça foi injusta comigo; que eu fui prejudicado; mas isso era motivo para eu querer "atacá-la" ou para eu estar tão furioso?? Claro que os que tem fome e sede de justiça serão saciados, mas isso deve ser entregue nas mãos de Deus e não ser feito "com as próprias mãos"

Eu percebi que estou muito mal-acostumado a ponto de uma simples situação contrária já me afetar desta forma.. Pensei nos cristãos que vivem freqüente perseguição em muitos países e ainda assim resistem na fé, em outros que passam dificuldades terríveis em relação ao próprio sustento ou à saúde, em tantos missionários que perderam suas vidas anunciando o evangelho, em Jesus dando Sua vida por pecadores..., e aí isso me faz pensar como eu sou fútil...

Pegando minha vida como um todo, estaria eu na condição de ser consolado ou de na consolar alguém?? Com tudo que Deus me dá, deveria me colocar na condição de coitadinho ou ser instrumento para consolação dos que realmente precisam???

Como eu disse, não reagi de forma agressiva com a atendente, o que foi positivo, mas acredito que essa ira que tive ainda precisa de cuidados especiais.. Com tudo que Deus me concede diaramente, não poderia ficar tão alterado em meu ser por algo tão simples..

Enfim, a vida cristã envolve um processo de aperfeiçoamento que só acabará na vida eterna, quando seremos transformados de uma forma especial, a ponto dessas imperfeições que temos serem deixadas pra trás... Mas que mesmo aqui nesse corpo corruptível, tenhamos consciência de que Deus tem nos dado tanto e que é uma tremenda ingratidão se queixar de cada obstáculo que surge..

Lembrando sempre que TUDO COOPERA PARA O NOSSO BEM...


Obs.: Se alguém se sentiu ofendido com alguma palavra "torpe" que eu tenha usado, me dá um toque que eu posso retirar...


Leandro de F. Mendes disse...

Realmente devemos domar o nosso momento "HULK"!!!

Guilherme Wege disse...

Tbm me sinto assim direto...

São várias situações que batem de frente com o que é reto.... Várias vezes eu fraquejo por força do antigo hábito sem perceber, outras por falta de força mesmo... É osso ;/

Barrabás disse...

É sim, a gente erra, num tem jeito..
Só não podemos nos conformar.. ;)

Glaucinha disse...

nossa amigo... mas vc se controlou antes ou depois de dar um "pedala robinho" na atendente rsrs.
Adorei seu texto e creio que vc conseguiu também colocar em prática seu domínio próprio pois já é de sua personalidade permanecer neutro ou comodo, entende? Quem é pura tempestade...tem muito mais dificuldade, entretanto, valeu a reflexão. abraços

Barrabás disse...

Valeu, MIM!! Mas pense que assim como tem gente que é naturalmente explosiva, tem outros que podem "acumular a pólvora" e a explosão é pior..rs
Eu acho que sou desse tipo, por isso peço a Deus que evite que um dia "eu exploda", porque nem sei do que seria capaz..

Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...