quarta-feira, 17 de novembro de 2010

SEITAS E HERESIAS (S & H)

AULA DE EBD: 03 de outubro de 2010

Leitura Bíblica:

2 Coríntios 10.4-6 (Anulando idéia enganosa)
1 Pedro 3:15 (Acerca do que cremos)
Romanos 12:1-2 (Servir de modo inteligente)
Filipenses 1.27-29 (Luta pela fé cristã)
Judas 1.1-7 (Batalhando pela fé)
Mateus 22.25-33 (Não conhecer a Palavra)
Gálatas 1.1-9 (Outro evangelho)



Propósito da lição

- Demonstrar não apenas os erros das seitas, mas também onde falhamos.
- Desenvolver ou fortalecer um senso de autocrítica para que possamos compreender que a deficiência na fé é uma porta para o erro.

Contexto:
Por volta de 64 d.C., os cristãos foram perseguidos por Nero, que os acusou pelo grande incêndio ocorrido em Roma. Tudo indica que foi nesse período que os apóstolos Paulo e Pedro foram vítimas.
A Primeira Epístola de Pedro foi escrita no início desse período, enquanto a Segunda foi escrita pouco tempo antes de sua morte.
A primeira carta foi endereçada às várias comunidades cristãs nas províncias imperiais da Ásia Menor (I Pedro 1.1) em razão dessa perseguição.
Pedro os exorta a viver uma vida de amor e harmonia, zelando pela prática do bem (I Pedro 3.8-17), mas também alertando para a possibilidade de perseguições, assim como Jesus havia dito (Mateus 5.10,11 e I Pedro 3:14).
E é nesse contexto que Pedro os alerta sobre a necessidade  que cada cristão tinha de tomar uma posição diante de uma iminente perseguição.
Antes, santificai ao SENHOR Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, (I Pedro 3.15)

Introdução:

 A história da teologia cristã é a história das controvérsias teológicas e a proposta é aprendermos sobre as seitas e suas heresias, e também sobre algumas falsas religiões.

Por que estudar heresias e outras religiões?
Apologética (do  latim tardio  apologetĭcus, através do grego  πολογητικός, por derivação de "apologia", do grego  απολογία: "defesa verbal") é a disciplina teológica própria de uma certa religião que se propõe a demonstrar a verdade da própria doutrina, defendendo-a de teses contrárias.
1) Apologética como prova:
Consiste em defender as verdades do evangelho sobre uma base racional, demonstrando provas irrefutáveis da autenticidade do Cristianismo.
Um bom exemplo disso foi quando Jesus aparece aos discípulos pela segunda vez após sua ressurreição e ordena a Tomé que toque suas feridas. Neste episódio Jesus usou de meios racionais para convencer o incrédulo discípulo (João 20.24-31)
2) Apologética como defesa:
Consiste em defender aquilo em que cremos contra os ataques do mundo.
Um bom exemplo disso é saber responder a um adventista que nos condena por não guardarmos o sábado.
3) Apologética como ataque:
Consiste em nos munir de condições ofensivas, de forma que possamos derrubar com autoridade todo pensamento humano não-cristão. (I Timóteo 4.1)
Deveremos então não somente apresentar o puro evangelho, mas além disso, destruir todo pensamento errôneo e falsas doutrinas, firmados nos alicerces dos apóstolos e profetas (Efésios 2.20).
Definição dos termos:

Heresia: Tradução da palavra grega hairesis.
Caracteriza todo ensino doutrinário que seja anti-bíblico ou extra-bíblico.
Desta forma, existem heresias tantas nas seitas oriundas do Cristianismo como em outras religiões.
E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. (II Pedro 2.1)
Seita: Do latim secta, provém da mesma palavra grega hairesis.
Caracteriza todo grupo que rompeu com a doutrina bíblica cristã e que apresentam as seguintes características:
- Jesus não é o centro das atenções
-  Têm outras fontes doutrinárias além da Bíblia
-  Dizem serem os únicos certos
- Usam de falsa interpretação
- Ensinam ao homem a desenvolver sua própria salvação
- São proselitistas
Religião: deriva do termo latino "Re-Ligare", que significa "religação".
Durante esses estudos, quando se falar em outra religião, estaremos falando de outros grupos que tem seus próprios códigos doutrinários e rituais independentes da Bíblia.



Esse texto foi utilizado na primeira aula referente a seitas e heresias, que estamos tratando na EBD..

Sandro disse...

Graça e paz, sempre!

Passei por aqui para conhecer seu blog.
Estou procurando bons blogs para compartilhar.

Já estou te seguindo.

Ficaria muito feliz se puder me visitar.
Se quiser me seguir também será um prazer para mim.

Abraço em Cristo,

Sandro
http://oreinoemnos.blogspot.com/
Te espero lá.

Barrabás disse...

Sandro, muito obrigado pela visita e pelo comentário!!!!

Já estou te seguindo tb, e coloquei o link do seu Blog na minha página principal.. ;)

Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...