terça-feira, 11 de janeiro de 2011

CONFISSÃO DE FÉ BATISTA DE 1689 (parte 04)

CAPÍTULO 6
A QUEDA DO HOMEM; O PECADO E SUA PUNIÇÃO


1. Deus criou o homem justo e perfeito, e lhe deu uma lei justa, que lhe seria para vida, se a guardasse, ou para morte, se a desobedecesse. Mesmo assim o homem não manteve por muito tempo a sua honra. Satanás valeu-se da astúcia da serpente para seduzir Eva; e esta seduziu a Adão, que, sem ser compelido, transgrediu voluntariamente a lei instituída na criação, e a ordem de não comer do fruto proibido. De acordo com seu conselho sábio e santo, aprouve a Deus permitir a transgressão, porque, no âmbito do seu propósito, mesmo isso Ele usaria para a sua própria glória.
Gênesis 2:16-17.
Gênesis 3:12-13; II Coríntios 11:3.

2. Por esse pecado, nosso primeiros pais decaíram de sua condição original de retidão e comunhão com Deus. No pecado deles nós também pecamos, e por isso a morte veio sobre todos; todos se tornaram mortos no pecado e totalmente corrompidos, em todas as faculdades e partes do corpo e da alma.
Romanos 3:23.
Romanos 5:12-21.
Tito 1:15; Gênesis 6:5; Jeremias 17:9; Romanos 3:10-19.

3. Sendo eles os ancestrais e, pelo desígnio de Deus, os representantes de toda humanidade, a culpa do pecado foi imputada a toda a sua posteridade, e a corrupção natural passou a todos os seus descendentes, por nascimento, visto que todos são concebidos em pecado. E são por sua natureza filhos da ira, escravos do pecado e passíveis de morte; e todos estão sujeitos às misérias espirituais, temporais e eternais, a menos que o Senhor Jesus os liberte.
Romanos 5:12-19; I Coríntios 15:21-22,45,49.
Salmo 51:5; Jó 14:4.
Efésios 2:3.
Romanos 6:20; Romanos 5:12.
Hebreus 2:14-15; I Tessalonicenses 1:10.

4. Da corrupção natural procedem todas as atuais transgressões, porque ela nos torna completamente indispostos, incapacitados e contrários a todo bem, e totalmente inclinados para todo o mal.
Tiago 1:14-15; Mateus 15:19.
Romanos 8:7; Colossenses 1:21.

5. Durante esta vida, a corrupção de natureza permanece, mesmo naqueles que são regenerados. E embora ela seja perdoada e mortificada mediante Cristo, a corrupção em si, as suas inclinações, e o que dela procede, tudo é verdadeiramente pecado.
Romanos 7:18,23; Eclesiastes 7:20; I João 1:8.
Romanos 7:23-25; Gálatas 5:17.


CAPÍTULO 7
O PACTO DE DEUS


1. A distância entre Deus e a criatura é tão grande que, embora as criaturas racionais lhe devam obediência, por ser Ele o criador, elas jamais poderiam alcançar o Dom da vida, senão por alguma condescendência voluntária da parte de Deus. E isto Ele se agradou em expressar por meio de um pacto com o homem.
Lucas 17:10; Jó 35:7-8.

2. Tendo o homem trazido sobre si mesmo a maldição da lei, por causa de sua queda no pecado, o Senhor teve por bem estabelecer o pacto da graça. Neste pacto Deus oferece gratuitamente, a pecadores, vida e salvação por Jesus Cristo, requerendo-lhes fé nEle para que sejam salvos, e prometendo dar o Espírito Santo a todos os que estão destinados para a vida eterna, para lhes dar a vontade e a capacidade para crerem.
Gênesis 2:17; Gálatas 3:10; Romanos 3:20-21.
Romanos 8:3; Marcos 16:15-16; João 3:16.
Ezequiel 36:26-27; João 6:44-45; Salmo 110:3.

3. Este pacto está revelado no evangelho: primeiramente na promessa feita a Adão, de salvação pelo descendente da mulher; depois, por etapas sucessivas, até que sua plena revelação foi manifestada no Novo Testamento. O pacto está fundamentado na eterna aliança que havia entre o Pai e o Filho para a redenção dos eleitos; é somente pela graça deste pacto que os descendentes de Adão que são salvos obtêm vida e uma bendita imortalidade, pois o homem é agora totalmente incapaz de ser aceito diante de Deus nos mesmos termos em que Adão vivia, em seu estado de inocência.
Gênesis 3:15.
Hebreus 1:1.
II Timóteo 1:9; Tito 1:2.
Hebreus 11:6,13; Romanos 4:1-2; Atos 4:12; João 8:56.



Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...