sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Jesus, Satanás e o SPAM



Com certa freqüência recebo muitos textos "evangelísticos" no orkut e no email, então resolvi postar meus comentários sobre um dos que vejo com mais freqüência..
Às vezes varia, mas é mais ou menos assim (as cores fui em que coloquei):

Um dia Satanás e Jesus estavam conversando.
Satanás acabava de ir ao Jardim do Éden, e estava fazendo graça e rindo, dizendo:

-Sim senhor. Acabo de apoderar do mundo, cheio de gente lá embaixo. Eu armei a eles uma armadilha, e usei uma isca que sabia que não poderiam resistir. Caíram todos!

- O que vai fazer com eles? Perguntou Jesus.

- Ah, vou me divertir com eles. Respondeu Satanás. Vou ensiná-los como se casar e se divorciar, como odiar e abusar um do outro, a beber e fumar, e, é claro, os ensinarei a inventar armas e bombas para que se destruam entre si. Realmente vou me divertir!

- E o que farás quando se cansar deles? - Perguntou Jesus.

- Ah, os matarei. Disse Satanás com os olhos cheios de ódio e orgulho.

- Quanto quer por eles? Perguntou Jesus.

- Ah, você não quer essa gente. Eles não são bons. Porque os salvaria? Você os salva e eles te odeiam. Vão cuspir em seu rosto, vão te maldizer e te matarão. Você não quer essa gente!

- Quanto? Perguntou novamente Jesus.

Satanás olhou para Jesus e sarcasticamente respondeu:
- Todo o seu sangue, suas lágrimas e sua vida.

Jesus Disse: - FEITO!

E assim foi pago o preço.



Gostou do texto?? Achou bonito??

Mas e se eu disser que além de fictício (obviamente) esse texto passa uma idéia errada do sacrifício de Jesus??

Não entendeu?? Então vamos por partes..

Antes de mais nada, é bom que fique claro que o contexto desse texto acima se baseia em uma teoria de expiação chamada TEORIA DO RESGATE, originada com os "pais da igreja". Essa teoria afirma que o sacrifício de Jesus foi o preço pago pela resgate da humanidade, e esse preço teria sido pago ao diabo..

Não há qualquer base bíblica para uma teoria como essa, e como eu já havia postado anteriormente, essa teoria dá um poder ao diabo que ele não tem..

Fica claro no decorrer do texto essa atribuição de poder ao diabo quando é dito que ele se apoderou do mundo e que depois de se divertir com a humanidade mataria os seres humanos..

Eu pergunto: Como podemos sustentar uma idéia dessas e ao mesmo tempo dizer que Deus é Soberano??

Voltando ao relato do Éden (como o próprio texto cita no início), podemos notar que o diabo influenciou Eva (e esta a Adão) a pecar. A escolha teoricamente existia, mas Adão e Eva sucumbiram à influência da serpente..

Eu pergunto: O diabo (serpente) os obrigou a pecar ou somente se aproveitou da vontade deles de terem o conhecimento e "serem como Deus"??

As pessoas tendem a crer que o diabo está no comando, se baseando no versículo que diz que o "mundo jaz no maligno", mas nem se dão conta que isso vai contra os princípios bíblicos.. A correta interpretação desse versículo deixa clara a utilização do termo "mundo" para tudo aquilo que não é de Deus, que é contrário à Sua Vontade expressa nas Escrituras e não ao mundo todo.. 
O próprio Jesus diz que nós não fazemos parte do "mundo" (no sentido de estar distantes de Deus), mas que estamos no "mundo" (no sentido global).

Crer que o diabo comanda o mundo todo é o mesmo que afirmar que Deus desistiu da humanidade, ou é omisso, ou que somente age em "casos de emergência"..

Que o diabo atua influenciando as pessoas a fazer o mal, isso é fato, mas o mal já existe nessas pessoas, somente é "instigado". O ser humano é o grande responsável pelos seus próprios erros, por não resistir às tentações que alimentam seu ego e lhe dão prazer..


Além disso, o texto sugere que Jesus então "comprou do diabo" as almas dos seres humanos, e esse é o sentido do sacrifício dEle..

SIMPLESMENTE ABSURDO!!!

O sacrifício de Jesus foi um preço pago a DEUS!!!!!

Isso mesmo!! Assim como no Antigo Testamento, para cumprir a Lei os judeus precisavam realizar um sacrifício quando pecavam, Jesus foi a propiciação, o sacrifício (Cordeiro) Perfeito que justifica todo aquele que NEle crê, pelo dom da fé que Deus nos deu..

Vale a pena dar uma olhada nessa postagem que explica isso melhor: TEORIA DA SUBSTITUIÇÃO PENAL (ver aqui também), mas resumidamente, o nosso pecado nos traz condenação perante Deus, mas o sacrifício de Jesus nos justifica diante DEle, a ponto de nossas "acusações" serem retiradas, pois Ele é nosso advogado..


Finalizando, o texto dá a entender que o diabo ainda haveria de matar os homens para se divertir em seu reinado..

Alguns acham que o céu é o "reinado" de Deus e o inferno é onde o diabo comanda (além do mundo, pelo visto), mas lendo cuidadosamente a bíblia, fica fácil perceber que o diabo é lançado no inferno (lago de fogo) como condenação.. Não é um território dele, mas sim um lugar onde ele e todos seus seguidores sofrerão eternamente..


Essa idéia de achar que Deus e o diabo são as 2 potências do nosso universo não cola, já que o diabo é somente uma criatura de Deus, que de forma alguma poderia "competir" pelo mundo ou qualquer coisa que seja, muito menos receber a vida de Jesus como pagamento..

Acorda, pessoal!!!


Nice x) disse...

Estive pensando sobre o seu apelido, Barrabaz. Realmente, somos todos um bando de Barrabaz, pecadores miseráveis que estavamos indo para a cruz. Mas Jesus sem culpa nenhuma assumiu todos nossos pecados e pela Suas pisaduras fomos sarados. Creio que o ser-humano ao pecar dá lugar para o acusador tentar leva-lo junto para o seu fim, no lago de fogo com os seus anjos. Mas ai entra Jesus e mostra as feridas e prova que tudo o que mereciamos Ele já sofreu em nosso lugar. Somos induzidos por satanás ao pecado, somo acusado por ele do nosso pecado, e damos liberdade para ele agir. A natureza do ser humano já é pecaminosa, em pecado fomos constituidos. Mas a natureza que Jesus nos oferece não dá espaço para esse barrabaz morto então surge uma outra criatura no lugar. Esse é o plano de Jesus, fazer nosso velho eu morrer e o novo eu nascer do espirito. Pela graça sois salvos, isso não vem de vós, é dom gratuito de Deus. Não mereciamos a salvação mas Jesus Cristo nos alcançou e sofreu já em nosso luga nos dando direito a vida eterna com Ele. Abraço pessoas

Barrabás disse...

Sim, Nice.. Somos como Barrabás, totalmente culpados, mas livres da condenação pelo sacrifício substitutivo de Cristo..

Obrigado pelo comentário!

Débora Bee* disse...

Verdade! Não tinha parado para pensar...já tinham me enviado este e-mail!
DEMAIS! :)

Barrabás disse...

Realmente, já faz um tempinho que esse texto tem sido repassado..

Valeu pela visita, Débora!

valtenir disse...

A paz do senhor para você,em mateus 4:8-9, fala sobre certos direitos que satanas tem nesse mundo, pois estamos em um mundo decaido e ele tem manipulado mentes e reinos, eu sei que Deus tem todo o controle e sobre o diabo também, pois se ele fizesse tudo o que quer realmente já teria exterminado a humanidade, para tocar em jó ele teve que pedir ha Deus, e eu creio que é assim, ele o diabo esta bramindo e tragando quem possa antes que se converta, mas os escolhidos não é bem assim tudo tem um propósito, mas irmão Deus não é Onipotente? sim é! e pode todas as coisas e jaz no maligno, quer dizer que esta morto no pecado e todo aquele que não nascer de novo em Cristo, esta morto e é criatura e não filho e fica nas mãos do diabo aqui nesse mundo, somos a luz do mundo e o sal da terra em Cristo, e um dia o senhor fará um novo céu e uma nova terra, e ai o maligno não mais podera nem tocar quanto mais jazer. Muito boa a sua definição de resgate, é verdade o sacrificio de Jesus foi para Deus, como cordeiro santo e imaculado se entregando em nosso lugar realmente pagando algo que ninguém seria capaz de pagar.

Landrel disse...

pais da igreja??? Provas?

Barrabás disse...

Fontes:

1. Teoria do Resgate: primeiramente defendida por Orígenes (184-254), esta teoria sustenta que a morte de Cristo constituía um resgate pago a Satanás. Cristo não morreu pelos pecados de ninguém.

http://www.arminianismo.com/index.php?option=com_content&view=article&id=1338:laurence-m-vance-o-outro-lado-do-calvinismo-capitulo-9-a-expiacao&catid=130&Itemid=42#_ftnref2



Gustaf Aulén. Christus Victor: An Historical Study of the Three Main Types of the Idea of the Atonement.


http://www.religioustolerance.org/chr_atone7.htm

Barrabás disse...

http://wn.com/Ransom_theory_of_atonement

Ruth Alencar disse...

Muito bom. Excelente reflexão.

Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...