domingo, 24 de julho de 2011

A 1ª Marcha a gente nunca esquece..

Bom, já se foi mais de 1 mês depois dessa experiência única, mas somente agora, depois de ter editado e publicado o vídeo do documentário que fizemos, é que vou dar meu parecer resumido sobre a "Marcha para Jesus".

Resumindo a saga, creio que cerca de 1 mês antes da Marcha eu pensei em participar dela, com o único intuito de conhecer na prática como é, e também de consultar algumas pessoas presentes para saber o que pensavam a respeito.. Contei ao Bill, que gostou da idéia e decidiu me acompanhar nessa jornada..

A idéia era filmarmos toda a experiência e fazer várias perguntas para várias pessoas, mas a filmadora que conseguimos só tinha cerca de 20 minutos para gravação, então tivemos que resumir o plano..

Saímos de São Bernardo do Campo rumo à estação Jabaquara, para de lá irmos até a estação Tiradentes, que era o ponto inicial da Marcha.. Chegamos lá às 10h pontualmente, e logo na saída da estação já vimos uma aglomeração de pessoas incontável, cantando e sendo conduzida pelos organizadores da Marcha, do alto de trios elétricos..

Começamos então a caminhada, cercados de pessoas que se apertavam num espaço extremamente reduzido, além de "sofrermos" com o calor.. Foram alguns quilômetros de caminhada, ouvindo muitas músicas "gospel" e muitos gritos que não conseguimos entender.. Também havia certas paradas para orações, mas não reparamos em todo o percurso nenhuma mensagem de reivindicação da parte dos organizadores perante o governo ou autoridades.. Havia apenas mensagens de "auto-estima", dizendo que todos eram vencedores e mais coisas do tipo, tipicamente neopentecostais..

Confesso que rebeldemente =P resolvemos fazer caminhos diferentes em certos trechos, tendo em vista facilitar a locomoção.. 
Nesses atalhos foi que encontramos um senhor que visualizava a marcha aparentemente encantado, mas que em todo o período que estivemos ali não vimos ele ser acolhido ou receber qualquer tipo de atenção dos "andarilhos" e obviamente nem dos organizadores do alto de seus trios..

Em outro trecho na contramão da Marcha, o Bill me informou sobre algo que eu nem sabia até então, que era o fato de que no próprio site da Marcha foi sugerido que as pessoas escrevessem seus pedidos em um papel e caminhassem com ele debaixo das palmilhas dos tênis.. Ou seja, uma espécie de "simpatia gospel", mais uma bizarrice que o povo acabou acatando numa boa..

Durante a caminhada vimos que as pessoas se sentiam "tocadas" pelas músicas e gritos que vinham dos trios, mas a gente só tentava alcançar o final o quanto antes.. E depois de tanto esforço chegamos ao Campo de Marte.. Paramos para um rápido almoço lá perto e aproveitamos para resumir o que tínhamos experimentado até então:

Foi uma caminhada sem propósito, sem qualquer tipo de reivindicação (que merecesse fechar algumas ruas da cidade), sem qualquer impacto positivo para a sociedade "não-evangélica/cristã".. E que pelo custo elevado (considerando-se a infra-estrutura) pode ser considerado um desperdício gigantesco..

Depois do almoço e dessa conversa, voltamos ao Campo de Marte (onde já começavam a tocar alguns dos astros gospel convidados), e encontramos pessoas por todos os lados, deitadas ou sentadas nas calçadas.. Demoramos para achar um lugar para sentar e relaxar por alguns instantes, mas em seguida iniciamos a parte mais importante da nossa missão, que era entrevistar as pessoas sobre a Marcha..

Encontramos pessoas dispostas a nos ajudar, que responderam as perguntas de forma educada e permitiram a divulgação.. As perguntas não foram as mesmas para todos, mas semelhantes entre si, e pelo tempo reduzido acabamos deixando algumas perguntas de lado, mas que provavelmente guardaremos para a próxima marcha..





Com as respostas obtidas e observando as atitudes das pessoas no local, pude notar que a minha visão era realmente preconceituosa.. Não que a caminhada não seja inútil, porque é sim, mas num geral pude perceber que, mesmo com essa bobagem de andar quilômetros sem propósito algum, ao chegar ao destino foi possível ver pessoas aproveitando o espaço para se confraternizarem e se sentirem alegres com a aparente paz na área verde..
Então entendo que esse momento serviu para alegrar as pessoas, de certa forma foi positivo para a auto-estima de alguns lá..

Por isso eu diria que, apesar do fato da caminhada ser sem sentido e da organização ser pífia, alguns participantes souberam desfrutar da oportunidade e curtiram o espaço reservado.. Pode-se dizer que foi um ponto de encontro interessante para amigos cristãos..

Foi meio triste ver que algumas pessoas eram visivelmente ovelhas cegas apenas seguindo ordens e sem muita noção das coisas, e me preocupo com isso, pois tenho plena convicção que se os cristãos fossem perseguidos em nosso país como acontece em países como a Coréia do Norte por exemplo, daqueles milhões sobrariam pouquíssimos..

Aliás, minha primeira pergunta logo que vi tanta gente foi: "Se todos eles são cristãos, então porque os valores morais da sociedade cada vez pioram?? Que influência esse pessoal tem realizado em suas famílias, escolas, empregos, etc..??"

Enfim, saímos de lá logo no começo da tarde, por isso não vimos nem as apresentações dos grupos gospel e nem as pregações, mas o resumo dessa experiência vivida é que o investimento feito acaba sendo absurdo pelo pouco impacto da própria Marcha em si..

Eu soube de algumas manifestações "anti-marcha" acontecendo , mas acho que não faz muito sentido.. Isso porque não acho que as pessoas que participam da Marcha vão dar alguma importância para esse tipo de manifestação, já que sua maioria seguem cegamente qualquer coisa ordenada pelos organizadores..

Porém gostei de ver a idéia de realização de doação de sangue coletiva como resposta à Marcha.. Eu cheguei a pensar nessa idéia para o próximo ano, mas graças a Deus esse grupo já o fez nesse ano..

Ou seja, ao invés de criticar em um ambiente onde no máximo se conseguirá rejeição, façamos algo que realmente faça sentido e que tenha relevância na sociedade..


Finalizando, encaro a realização da Marcha como uma besteira gigantesca e sem propósito e fico triste em ver o quanto o grupo evangélico (cada vez mais heterogêneo) num contexto geral não tem muito conhecimento de causa, e assim eu percebo que é mesmo Deus quem sustenta Sua Igreja até o fim, mesmo em meio à ignorância e à falta de propósitos..

Espero que o povo abra os olhos e perceba que para se manterem unidos não precisam de uma Marcha (inútil), mas simplesmente de tolerância e empatia, que resultariam em unidade..

Que Deus nos ajude e tire as "escamas" dos nossos olhos..



Obs.: Pretendemos fazer um novo documentário na próxima marcha, então se alguém tiver o interesse em colaborar, entre em contato comigo: barrabas.livre@gmail.com


Leandro de F. Mendes disse...

A Marcha que nos esperem no ano que vem...rsrsrsrsr...

Concordo com tudo que você disse Frezzão...realmente não há sentido nenhum em ficar andando atrás de um trio-elétrico!!!

Barrabás disse...

Opa, ano que vem estaremos lá, se Deus quiser..

Bell Boaventura disse...

Oi Frezza.

Muito legal seu post.
Penso parecido contigo, a marcha em si não tem mta lógica ou validade, vc não ouviu as pregações mas posso afirmar com qse certeza que não foi falado nada sobre arrependimento, renúncia e reino de Deus, provavelmente falaram sobre vitporia, prosperidade enfim.

Mas no meio dessa multidão tem pessoas que acabam tendo bons momentos de comunhão com outros irmãos, no dia a dia da vida no templo ng se relaciona, então eels acabam necessitando de shows, marchas pra q esse relacionamento possa ocorrer de alguma forma.

Mas uma coisa é certa, a única MARCHA que nos está proposta é marchar rumo ao ALVO, unidos em um ´só Corpo,em uma só Fé e um só Amor.

abração

Barrabás disse...

OI Bell!! Você tem toda razão..

Nós saímos logo no começo da tarde, então só deu pra ouvir um pouco de uns astros go$pel, mas "pregação" só o que falaram de cima dos trios elétricos (só bobagem praticamente)..

Eu vejo muita boa vontade em muitos evangélicos, mas falta que seus olhos sejam abertos pra realidade.. =[

Obrigado pelo comentário!!

Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...