sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Os salvos e os não-salvos (parte 02 de 06)


Antes de prosseguir essa análise de textos sobre os salvos e os "não salvos", é bom mencionar novamente que estou dando ênfase ao livro de João, mas que desde os textos do antigo testamento isso já é perceptível e os evangelhos e cartas neo-testamentárias não somente confirmam a ideia como em alguns casos exemplificam e esclarecem essas verdades. O próprio livro de Romanos é uma riquíssima fonte doutrinária sobre a salvação, onde encontramos a explicação sobre a ordem do processo de salvação, e neste blog já pude postar algumas análises com base nesse livro:


Mas prossigamos agora falando sobre o capítulo 6 do livro de joão..

Nesse capítulo encontramos o milagre da multiplicação de pães e peixes para que a multidão se alimentasse, e após esse fato Jesus ainda andou sobre as águas quando ia de encontro aos seus discípulos.

No dia seguinte o povo procurava Jesus novamente, mas Ele sabia que o interesse deles não era em vê-lo, mas em usufruir de Seu poder:


Quando a multidão percebeu que nem Jesus nem os discípulos estavam ali, entrou nos barcos e foi para Cafarnaum em busca de Jesus.Quando o encontraram do outro lado do mar, perguntaram-lhe: "Mestre, quando chegaste aqui? "Jesus respondeu: "A verdade é que vocês estão me procurando, não porque viram os sinais miraculosos, mas porque comeram os pães e ficaram satisfeitos.Não trabalhem pela comida que se estraga, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem lhes dará. Deus, o Pai, nele colocou o seu selo de aprovação". 
(João 6:24-27)

O diálogo prosseguiu e Jesus continuou afrontando aquelas pessoas em relação à intenção de seus corações:

Então lhe perguntaram: "O que precisamos fazer para realizar as obras que Deus requer?"
Jesus respondeu: "A obra de Deus é esta: crer naquele que ele enviou".
Então lhe perguntaram: "Que sinal miraculoso mostrarás para que o vejamos e creiamos em ti? Que farás? Os nossos antepassados comeram o maná no deserto; como está escrito: ‘Ele lhes deu a comer pão do céu’".
Declarou-lhes Jesus: "Digo-lhes a verdade: Não foi Moisés quem lhes deu pão do céu, mas é meu Pai quem lhes dá o verdadeiro pão do céu. Pois o pão de Deus é aquele que desceu do céu e dá vida ao mundo".
Disseram eles: "Senhor, dá-nos sempre desse pão! "
Então Jesus declarou: "Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome; aquele que crê em mim nunca terá sede. Mas, como eu lhes disse, vocês me viram, mas ainda não creemTodo o que o Pai me der virá a mim, e quem vier a mim eu jamais rejeitareiPois desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas para fazer a vontade daquele que me enviou. E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum dos que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. Porque a vontade de meu Pai é que todo o que olhar para o Filho e nele crer tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia".
(João 6:28-40)

Neste ponto, além de reforçar a ideia da salvação pela fé, Jesus mostra que todos os sinais que os judeus presenciaram não vieram de seus profetas ou patriarcas, mas do próprio Pai que os usou como instrumento. Além disso se colocou como Aquele que dá vida a todo aquele que crê.


Ele diz àquelas pessoas que, mesmo tendo acesso a Ele, não criam e então os informa que a Vontade do Pai é que Ele dê a vida eterna a todos os que NEle creem. Mas mais que isso, Ele revela que é o próprio Pai que faz com que tais pessoas venham a Ele, e que elas jamais serão rejeitadas.

Vemos que a iniciativa parte do próprio Deus em levar as pessoas a Cristo e Sua Vontade é que nenhum desses que Ele leva se percam.. Somando-se isso à promessa de Cristo de que não serão rejeitados, somente podemos entender que estes que o Pai dá a Cristo tem a vida eterna, e que a fé que eles possuem provém DEle, como um dom concedido.

Mas prossigamos..
Com isso os judeus começaram a criticar Jesus, porque dissera: "Eu sou o pão que desceu do céu". E diziam: "Este não é Jesus, o filho de José? Não conhecemos seu pai e sua mãe? Como ele pode dizer: ‘Desci do céu’? "
Respondeu Jesus: "Parem de fazer-me críticasNinguém pode vir a mim, se o Pai, que me enviou, não o atrair; e Eu o ressuscitarei no último dia. Está escrito nos Profetas: ‘Todos serão ensinados por Deus’. Todos os que ouvem o Pai e dEle aprendem vêm a mimNinguém viu o Pai, a não ser aquele que vem de Deus; somente ele viu ao Pai. Asseguro-lhes que aquele que crê tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida. Os seus antepassados comeram o maná no deserto, mas morreram. Todavia, aqui está o pão que desce do céu, para que não morra quem dele comerEu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo". 
(João 6:41-51)

É interessante notar como Jesus demonstra autoridade ao falar com aquelas pessoas.. Ao ouvir críticas sobre o que havia dito Ele responde que deveriam parar de criticá-lo. É um bom exemplo de que Jesus não era tolerante com mentiras e calúnias, mas pelo contrário, foi duro com aqueles que Ele sabia que eram incrédulos.

E se ainda havia dúvidas sobre o fato de ser Deus quem atrai as pessoas para Cristo então isso se torna inegável com esse trecho.. O termo original no grego para "atrair", ao ser traduzido nos daria o sentido exato de "arrastar", ou seja, "Ninguém pode ir a Cristo se o Pai que O enviou não o arrastar, e Jesus o ressuscitará no último dia".


O que vemos nesses versículos é que Jesus confirma, ASSEGURA que todo aquele que NEle crê TEM a VIDA ETERNA, viverá para sempre.. E mais que isso, Jesus confirma os escritos antigos de que todo aquele que ouve ao Pai vem a Ele, sendo que essas pessoas somente vem porque o próprio Pai as arrasta.


Então pensemos:

- Todos aqueles que vão a Cristo só vão porque o Pai os arrasta.

- Todos os que ouvem o Pai e dELe aprendem vão a Cristo.
- Todos aqueles que vão a Cristo não são rejeitados, e por crerem recebem a vida eterna.


Conclui-se que todo aquele que ouve o Pai é arrastado a Cristo, então a fé em Jesus Cristo não é a causa da salvação, mas a conseqüência do chamado irresistível do Pai.. Aqueles que ouvem ao Pai são levados a crerem no Filho, isso é a conseqüência..

Esse capítulo nos deixa claro que aqueles que o Pai deu ao Filho são arrastados a Ele, e Jesus assegura que nenhum deles é rejeitado, por crerem já tem a vida eterna.

Feita essa leitura do texto, partamos para os próximos capítulos..





Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...