terça-feira, 25 de setembro de 2012

Vlog Indômitos



A postagem de hoje é para indicar o vlog que meu amigo Derly participa.. Depois de uma conversa resolvemos fazer uma parceria, e desta forma eu publicarei aqui no blog os vídeos que forem produzidos por esse trio de indômitos e deixarei algum comentário a respeito se achar conveniente.

Nesses 3 primeiros vídeos, esses mancebos (=P) começam falando sobre o Cristianismo em sua essência de uma forma informal e adentram na área dos relacionamentos, que é o próprio cristianismo na prática.. Até o momento, em relação aos relacionamentos já falaram sobre namoro e sexo, mas ainda vem mais pela frente..

A equipe dos indômitos é formada por Derly Lana Cordeiro e Robson Lima como apresentadores e Eduardo Lobo na filmagem e edição.

Que Deus abençoe esse projeto!!


Abaixo dos vídeos deixo meu comentário.



Sobre a opinião descrita pelo Derly sobre o "sexo consentido e com amor" ser permitido fora do casamento se o propósito dele não for egoísta, eu discordo.

Eu concordo que no exemplo citado de Isaque não houve "casamento em cartório" e nem festa mesmo, encontraram-se e "conheceram-se" sem muita cerimônia, PORÉM, o fator essencial a ser analisado aí é o COMPROMISSO.

Quando Isaque tomou Rebeca por mulher e então a conheceu, o compromisso estava firmado, não havia mais volta.. Não era a prática daquela época que houvesse essa formalidade para a união conjugal, porém o compromisso existia.


O grande problema de defendermos o sexo antes do casamento é que esse casamento é justamente o testemunho público desse compromisso firmado de "união até a morte".. O namoro é tido como o período no qual as pessoas se conhecem mais profundamente e consideram então a possibilidade de consolidar o casamento, por isso mesmo não representa um compromisso perpétuo e sim parcial e transitório..

O sexo é uma bênção divina para ser realizado no casamento porque o casamento é o testemunho deste compromisso firmado entre ambos os cônjuges, sendo assim é algo que não será praticado um dia "entre uns" e outro dia "entre outros", mas sempre estas 2 pessoas que firmaram esse compromisso de união na tristeza e na alegria, nos momentos de paz e de lutas..

E concordo que nosso papel de cristãos é de acolher aqueles que pecaram nessa área e que demonstram arrependimento, porém entendo que há sim distinções nas gravidades dos pecados, mas tendo em vista que qualquer um deles é uma grande ofensa ao Deus SANTO.

Enfim, é isso aí.. rs


Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...