segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

O Que Realmente Aconteceu aos Dinossauros? - parte 01/02 (por Ken Ham)


Os dinossauros, mais do que qualquer outra coisa, são usados para incutir nas crianças e nos adultos a ideia de milhões de anos de história da Terra. Contudo, a Bíblia dá-nos uma estrutura para explicar os dinossauros em termos de milhares de anos de história, resolvendo o mistério acerca de quando viveram e do que lhes aconteceu. Alguns textos chave são:
E disse Deus: "Produza a terra seres vivos de acordo com as suas espécies: rebanhos domésticos, animais selvagens e os demais seres vivos da terra, cada um de acordo com a sua espécie". E assim foi.Deus fez os animais selvagens de acordo com as suas espécies, os rebanhos domésticos de acordo com as suas espécies, e os demais seres vivos da terra de acordo com as suas espécies. E Deus viu que ficou bom.
(Gênesis 1:24,25)
Veja o Beemote que criei quando criei você e que come de capim como o boi.Que força ele tem em seus lombos! Que poder nos músculos do seu ventre!A cauda dele balança como o cedro; os nervos de suas coxas são firmemente entrelaçados.Seus ossos são canos de bronze, seus membros são varas de ferro.Ele ocupa o primeiro lugar entre as obras de Deus. No entanto, o seu Criador pode chegar a ele com sua espada.Os montes lhe oferecem os seus produtos, e todos os animais selvagens brincam por perto.Sob os lotos se deita, oculto entre os juncos do brejo.Os lotos o escondem à sua sombra; os salgueiros junto ao regato o cercam.Quando o rio se enfurece, ele não se abala; mesmo que o Jordão encrespe as ondas contra a sua boca, ele se mantém calmo.Poderá alguém capturá-lo pelos olhos, ou prendê-lo em armadilha e enganchá-lo pelo nariz?
(Jó 40:15-24)

Os dinossauros são um mistério?

Muitos pensam que a existência de dinossauros e o seu desaparecimento estão envoltos em tal mistério que poderemos nunca chegar a saber a verdade sobre de onde é que eles vieram, onde viviam e o que lhes aconteceu. Contudo, os dinossauros somente são um mistério se você aceitar o relato evolucionista da sua história.
De acordo com os evolucionistas: os dinossauros surgiram evolutivamente há cerca de 235 milhões de anos.[1] - muito antes do homem ter aparecido. Nenhum ser humano viveu com os dinossauros. A sua história é registada nas camadas de fósseis que há na Terra, os quais foram depositados ao longo de milhões de anos. Eles eram tão bem sucedidos como grupo de animais que ‘dominavam’ a Terra. Contudo, há cerca de 65 milhões, algo aconteceu para mudar tudo isso - os dinossauros desapareceram. A maior parte dos evolucionistas acredita que algum tipo de cataclismo - tal como o impacto de um asteroide - os matou. Mas, muitos alegam que alguns dinossauros evoluíram para aves e portanto, não estão extintos, mas a voar à nossa volta![2]
Se aceitares o relato totalmente diferente da história dos dinossauros na Bíblia, deixa de haver mistério à volta deles.
De acordo com a Bíblia: os dinossauros foram criados há cerca de 6000 anos[3]. Deus fez os dinossauros, juntamente com os outros animais terrestres, no Sexto Dia da Semana da Criação (Gên. 1:20-25, 31). Adão e Eva também foram criados no sexto Dia - então os dinossauros viveram na mesma altura que as pessoas e não estiveram separados por um longo período de tempo. Os dinossauros não poderiam ter desaparecido antes das pessoas surgirem, porque os dinossauros não existiam antes disso. Além disso, a morte, o derramamento de sangue, a doença e o sofrimento são o resultado do pecado de Adão. (Romanos 5:12,14; 1 Coríntios 15:21-22).
Representantes de todas as espécies de animais terrestres, incluindo as espécies de dinossauros, entraram na Arca de Noé. Todos aqueles deixados fora da Arca morreram nas circunstâncias catastróficas do Dilúvio - muitos dos seus restos tornaram-se fósseis.
Depois do Dilúvio (há cerca de 4500 anos), os sobreviventes dentre os animais terrestres, incluindo os dinossauros, saíram da Arca e viveram aqui na Terra, juntamente com as pessoas. Por causa do pecado, os julgamentos da Maldição e do Dilúvio mudaram bastante a Terra. Mudanças climáticas pós-diluvianas, escassez de alimento, doença e a acção do homem, levaram à extinção de muitos animais. Os dinossauros, como muitas outras criaturas, desapareceram. Então, porque é que há tanto mistério à volta dos dinossauros?

Porque é que há perspectivas tão diferentes?

Como pode haver explicações tão grandes e diferentes para os dinossauros? Seja-se um evolucionista, ou aceitando o registo bíblico da história, as evidências acerca dos dinossauros são as mesmas. Todos os cientistas têm os mesmos factos - o mesmo mundo, os mesmos fósseis, as mesmas criaturas vivas, o mesmo universo.
Se os ‘fatos’ são os mesmos, então como podem as explicações ser tão diferentes? A razão é que os cientistas só têm o presente - fósseis de dinossauro existem só no presente - mas os cientistas estão a tentar ligar os fósseis, no presente, com o passado. Eles perguntam: "O que aconteceu na história para fazer surgir os dinossauros, fazê-los desaparecer e deixar muitos deles fossilizados?"[4]
A ciência que trabalha estas questões é conhecida como ciência das origens ou histórica e difere da ciência operacional que nos dá a comida barata, a exploração do espaço, a eletricidade e tudo o mais. A ciência das origens lida com o passado, que não está acessível para a experimentação direta e a ciência operacional lida com a forma como o mundo funciona, que claramente está aberto a experiências repetíveis. Por causa da dificuldade em reconstruir o passado, aqueles que estudam os fósseis (paleontólogos) têm diversas perspectivas dos dinossauros.[5] Como foi dito: "A paleontologia [o estudo dos fósseis] é muito como a política: as paixões inflamam-se e é fácil tirar conclusões muito diferentes a partir dos mesmos factos."[6]
Um paleontólogo que acredite no registo da Bíblia, a qual alega ser a Palavra de Deus [7], tirará conclusões diferentes das de um ateu que rejeita a Bíblia. A negação voluntária da Palavra de Deus (2 Pedro 3:3-7) é a causa de muitas disputas sobre a ‘ciência histórica’.
Muitas pessoas pensam que a Bíblia é somente um livro sobre religião ou salvação. É muito mais do que isto. A Bíblia é o Livro da História do Universo e diz-nos também o destino futuro do universo. Diz-nos quando o tempo começou; os eventos da história, tais como a entrada do pecado e da morte no mundo; a altura em que toda a superfície do globo foi destruída pela água; a criação das diversas línguas na Torre de Babel, o registo do Filho de Deus que veio ao mundo como homem; a Sua morte e Ressurreição; e o novo Céu e nova Terra que virão.
No final, existem somente duas maneiras de pensar: começar com a revelação de Deus (a Bíblia) como base para todo o pensamento (biologia, história, geologia, etc.), resultando numa perspectiva Cristã; ou começar com as crenças do homem (por exemplo, a história evolucionista) como base para todo o pensamento, resultando numa perspectiva secular.
A maior parte dos Cristãos foram sendo doutrinados através dos media e do sistema de educação para pensarem de uma maneira secular. Estes tendem a levar o pensamento secular para a Bíblia, em vez de usar a Bíblia para construir o seu pensamento (Romanos 12:1-2, Efésios 4:20-24).
A Bíblia diz: "O temor de Deus é o início do conhecimento" (Prov. 1:7) e "O temor de Deus é princípio da sabedoria" (Prov. 9:10).
Se alguém começa com a perspectiva evolucionista da história (para a qual não houve testemunhas ou registo escrito), esta maneira de pensar será usada para explicar as evidências que existem no presente - ou seja, a explicação evolucionista para os dinossauros.
Mas se alguém começa com a perspectiva bíblica da história, a partir do registo escrito de uma testemunha (Deus) de todos os eventos da história, então um maneira totalmente diferente de pensar, baseada nisso, será usada para explicar a mesma evidência. Ou seja, a explicação bíblica como dada acima.

A história dos dinossauros

Ossos fósseis do que agora chamamos dinossauros são encontrados por todo o mundo. Muitos destes achados consistem apenas em fragmentos de ossos, mas também foram encontrados alguns esqueletos quase completos. Os cientistas podem descrever muitos tipos diferentes de dinossauros, baseados em características distintivas tais como a estrutura do crânio, membros, etc.[8] Contudo, parece haver algumas diferenças na definição do que faz um animal ser considerado um dinossauro. [9]

De onde é que os dinossauros vieram?

A Bíblia diz-nos que Deus criou diferentes espécies de animais terrestres no sexto Dia da Semana da Criação (Gênesis 1:24-25). Como os dinossauros eram animais terrestres, devem estar incluídos neste grupo[10]
Os evolucionistas alegam que os dinossauros evoluíram de algum réptil que tinha evoluído originalmente dos anfíbios. Mas eles não conseguem indicar nenhuma forma de transição (intermédia) para fundamentar o seu argumento. As árvores genealógicas dos dinossauros nos livros evolucionistas mostram muitos tipos diferentes de dinossauros, mas somente linhas hipotéticas os juntam a algum antepassado comum. As linhas são ponteadas pois não há evidência fóssil. Os evolucionistas não têm forma de provar a sua crença num antepassado não-dinossauro para os dinossauros.

Qual era o aspecto dos dinossauros?

Os cientistas geralmente não escavam da terra um dinossauro com toda a sua carne intacta. Mesmo que encontrassem todos os ossos, ainda teriam menos de 40 por cento do animal para tentarem calcular qual seria o seu aspecto. Os ossos não nos dizem a cor do animal, por exemplo, embora alguns fósseis de impressões de pele tenham sido encontrados, indicando a textura da pele. Como há uma alguma diversidade de cor entre os répteis que vivem hoje, os dinossauros podem ter variado muito na cor, textura da pele e por aí fora.
Quando reconstroem dinossauros a partir de restos de ossos, os cientistas fazem todo o tipo de palpites e geralmente discordam uns dos outros. Por exemplo, tem sido debatida a questão de os dinossauros serem de sangue quente ou frio. No entanto, é até difícil dizer se um dinossauro é macho ou fêmea a partir dos seus ossos. Há muita especulação sobre estes assuntos.
Por vezes, os cientistas cometem erros nas suas reconstruções que precisam de correcção quando mais ossos são encontrados. Por exemplo, o famoso Brontossaurus não está nos novos dicionários. Tinha sido colocada a cabeça errada no esqueleto de um dinossauro que já tinha sido chamado Apatossaurus.

Quem descobriu os dinossauros?

Os livros seculares dizem que a primeira descoberta do que mais tarde foi chamado dinossauro foi em 1677 quando o Dr. Robert Plot encontrou ossos tão grandes que se pensou serem de um elefante gigante ou de um ser humano gigante. [11]
Em 1822, Mary Anne Mantell foi dar um passeio a pé numa estrada interior em Sussex, Inglaterra. De acordo com a tradição, ela encontrou uma pedra que brilhava à luz do sol, e mostrou-a ao seu marido que era colecionador de fósseis. O Dr. Mantell, que era médico, verificou que a pedra tinha um dente semelhante, embora maior, aos dos répteis actuais. Ele concluiu que esse dente tinha pertencido a algum réptil herbívoro gigante já extinto, com dentes parecidos aos de uma iguana. Em 1825, ele chamou Iguanodonte (dente de iguana) ao animal a quem aquele dente tinha pertencido. Foi o Dr. Mantel que começou a popularizar a ‘era dos répteis’. [12]
De uma perspectiva bíblica, as descobertas citadas acima referem-se realmente à altura em que os dinossauros foram redescobertos! Adão foi o primeiro a descobri-los quando os observou pela primeira vez.

Quando é que eles viveram?

Os evolucionistas afirmam que os dinossauros viveram há milhões de anos. Mas é importante perceber que quando eles encontram um osso de dinossauro, este não vem com um rótulo atrás a dizer a sua data! Os evolucionistas obtém as datas através de métodos de datação indireta que outros cientistas põem em questão. Além disso, há muita evidência contra os milhões de anos.[13]
Será que Deus nos diz quando Ele fez o Tyrannosaurus Rex? Muitos dirão que não. Mas a Bíblia diz que Deus fez todas as coisas em seis dias normais. Ele fez os animais terrestres, incluindo os dinossauros, no sexto dia (Gênesis 1:24-25). Então eles têm cerca de 6000 anos - a data aproximada da Criação que se obtém somando os anos referidos na Bíblia. [14] Se o T. rex era um animal terrestre e Deus fez todos os animais terrestres no sexto Dia, podemos concluir que Deus fez o T. rex no sexto Dia!
Para além disso, na Bíblia vemos que não havia morte, derrame de sangue, doença ou sofrimento antes do pecado. [15] Se alguém toma o texto de Génesis até Apocalipse consistentemente, interpretando a Escritura com a Escritura, percebe que a morte e o derrame de sangue, tanto do homem como dos animais vieram ao mundo somente depois de Adão ter pecado. A primeira morte de um animal ocorreu quando Deus sacrificou um no Jardim para vestir Adão e Eva com a sua pele (Gênesis 3:21). Esta foi também a imagem da expiação - antecipando o sangue de Cristo que viria a ser derramado por nós. Portanto, não poderia haver ossos de animais mortos antes do pecado - isto anularia o Evangelho.
Isto significa que os dinossauros devem ter morrido depois do pecado entrar no mundo e não antes. Assim, os ossos dos dinossauros não poderiam ter milhões de anos, porque Adão viveu somente há alguns milhares de anos.




Extraído de:
https://answersingenesis.org/pt/respostas/o-que-realmente-aconteceu-aos-dinossauros/


Notas:
1. J.R. Horner e D. Lessem, "The Complete T. rex" (New York: Simon & Schuster, 1993), pág. 18. M.A. Norell, E.S. Gaffney, e L. Dingus, "Discovering Dinosaurs in the American Museum of Natural History" (New York: Nevraumont Publ. Co. Inc., 1995), p. 17 diz que o fóssil mais antigo é datado de 228 milhões de anos.
2. D.T. Gish, "Evolution: the Fossils Still Say No!" (El Cajon, CA: Institute for Creation Research, 1995), p. 129 discute as perspectivas evolucionistas de uma posição criacionista.  Norell et al., "Discovering Dinosaurs in the American Museum of Natural History", pág. 2. ‘Os Dinossauros pertencem a um grupo chamado Arcossauros ‘do latim Archosauria’. . . . Os Arcossauros vivos são as vinte e uma espécies de crocodilos e lagartos, juntamente com mais de dez mil espécies de dinossauros vivos terópodes (pássaros).’ 
3. J.D. Morris, "The Young Earth" (Green Forest, AR: Master Books, 1994). H.M. Morris, "The Genesis Record" (Grand Rapids, MI: Baker Book House, 1976), págs. 42-46. Na cronologia Bíblica ver James Ussher, "The Later Part of the Annals of the World", E. Tyler para F. Crook e G. Bedell, London, 1658. 
4. M. Benton, "Dinosaurs: An A-Z Guide" (New York: Derrydale Books, 1988), págs. 10-11. 
5. Ibid. D. Lambert and the Diagram Group, "The Dinosaur Data Book" (New York: Avon Books, 1990), págs. 10-35. Norell et al., "Discovering Dinosaurs in the American Museum of Natural History", págs. 62-69. V.L. Sharpton and P.D. Ward, editors, "Global Catastrophes in Earth History", The Geological Society of America, Special Paper 247, 1990. 
6. M.D. Lemonick, ‘Parenthood, Dino-style,’ Time, January 8, 1996, pág. 48. 
7. Salmo 78:5; 2 Timóteo 3:14-17; e 2 Pedro 1:19-21. Deus, que inspirou a escrita, sempre existiu, é perfeito e nunca mente (Tito 1:2). 
8. D. Lambert, "A Field Guide to Dinosaurs" (New York: Avon Books, 1983), pág. 17. 
9. "Merriam-Webster’s Collegiate Dictionary" (Springfi eld, MA: Merriam-Webster Inc., 1995), pág.. 326. Dinossauro: ‘1: qualquer de um grupo de carnívoros ou herbívoros répteis terrestres extintos da era Mesozóica. 2: qualquer de répteis grandes extintos sem ser verdadeiros dinossauros.’ 
10. Se alguns dinossauros fossem aquáticos, então estes teriam sido criados no Dia 5 da semana da Criação. 
11. Benton, "Dinosaurs: An A-Z Guide", pág. 14. 
12. Lambert et al., "The Dinosaur Data Book", pág. 279. 
13. Morris, "The Young Earth", págs. 51-67. 
14. Morris, "The Genesis Record", págs. 4-6. Ussher, "The Later Part of the Annals of the World". 
15. J. Stambaugh, ‘Creation, Suffering and the Problem of Evil,’ CEN Technical Journal, 1996, 10(3):391-404.


Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...