terça-feira, 16 de janeiro de 2018

O monstro sem nome




Não sou profundo conhecedor de Animes, mas tive a chance de assistir a este completo e achei bem interessante. O anime se chama Monster, e no decorrer da história apresenta esse conto que ter relação direta com aquilo que o vilão se tornou.

Fugindo um pouco da sinopse do anime em si e também da literalidade desse pequeno conto, vale uma reflexão sobre o que pode representar esse monstro e como ele pode destruir vidas.

Em um primeiro momento, pensando no fato dele buscar por um nome, associei à ideia da busca por reconhecimento (quem sabe até a fama). O monstro sai em busca de um nome qualquer, mas ao conseguir um, logo sua satisfação se desfaz. E assim continuamente ele busca por um nome melhor.
Quando decide ir ao castelo "para encontrar um nome maravilhoso", obtém o nome do príncipe. Havia agora um reconhecimento em nível de realeza. Mas isso não impediu que ele destruísse os demais à sua volta em seu apetite voraz.
Por fim, ele reencontra sua outra metade que também partiu em busca de um nome, mas para sua surpresa ele descobre que, diferentemente dele, sua metade se contentou com sua condição e consegue ser feliz sem ter um nome para ser chamada. Mas ao invés de refletir sobre essa possibilidade, o monstro com nome devora o monstro sem nome, e no fim da história não há mais quem possa chamá-lo pelo nome.

Nessa analogia talvez "o nome" possa ser trocado por alguma outra coisa que as pessoas almejam e podem até idolatrar, mas o mais importante a se considerar na nossa realidade é que esse monstro não está 'fora' negociando e esperando para entrar quando caímos na sua tentação, ele já está dentro de nós. Nossa natureza já é corrompida, e basta alimentarmos o que já há de ruim em nós para que abandonemos todos os limites e pecar.
Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.
(Mateus 15:19)
O monstro está no nosso coração. É Deus quem refreia NOSSA pecaminosidade e inclusive nos leva a fazer Sua vontade quando regenerados. É Ele quem nos santifica.

Se buscarmos sem limites aquilo que nossos corações enganosos (Jeremias 17:9) querem pra si, seremos devorados de dentro pra fora como as pessoas no vídeo.

Coloquemos nossas vidas e nossos corações nas mãos do Senhor, e nos alegremos em sermos chamados pelo Seu nome, como parte de Seu povo.


Amém.


Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...