terça-feira, 3 de abril de 2018

Seguindo Josué


Muitos cristãos aprenderam pela primeira vez sobre Josué quando eram crianças da escola dominical. Eles ouviram a emocionante história das muralhas de Jericó e a fé de Raabe. Talvez mais tarde eles aprenderam que "Josué" e "Jesus" são duas formas do mesmo nome em hebraico (yehoshua '/ yeshua' [TH3091 / 3442, ZH3397 / 3800]; cf. Neemias 8:17), e foram ensinados que Josué trazendo Israel para Canaã foi um precursor no Antigo Testamento de Jesus nos tirando de nossa escravidão ao pecado e trazendo a comunhão com Deus na “nova terra” da liberdade em Cristo. Embora essas coisas sejam importantes e verdadeiras, o livro de Josué merece uma leitura mais profunda por conta própria.

Os preparativos de Israel a leste do Jordão, a travessia do Jordão e a tomada de Jericó ocupam totalmente um quarto dos capítulos do livro (Josué 1). Em seguida, ele registra a liderança de Josué em duas grandes campanhas militares, uma do sul e outra do norte, colocando Israel em posição de começar a colonizar as terras cananeias anteriormente escassamente ocupadas, a oeste do Jordão (Josué 7). Algumas das questões teológicas levantadas por uma leitura apressada desses relatos acabam tendo um profundo significado em uma leitura mais atenta. A alocação da terra, com algumas descrições de limites e listas de cidades, é o assunto da maior parte da segunda metade de Josué (Josué 13). As despedidas de Josué, sua morte e os enterros de três líderes levam o livro a uma conclusão tocante (Josué 22).

Josué 1–12 é uma unidade conscientemente elaborada relatando a penetração de Israel em Canaã, assim como 13-24 é uma unidade conscientemente elaborada relatando o início do estabelecimento de Israel na terra. Entre muitas evidências dessa elaboração está a “ponte” entre os capítulos 1-6 e 7-12, compreendendo os capítulos 6-9:
  • Josué 6 - Jericó: vitória após a obediência às instruções de Deus para a guerra
  • Josué 7 - Ai: derrota após a desobediência às instruções de Deus para a guerra(Josué 8 - Ai: vitória depois do arrependimento e julgamento)
  • Josué 9 - Gibeom: tratado problemático após negligência às instruções de Deus (especificamente, instrução para fazer inquérito oracular para a guerra).
O livro de Josué tem muito a nos ensinar e muito com o qual podemos inspirar a igreja hoje, pois também seguimos para onde Deus nos quer. A afirmação de despedida de Josué, "mas eu e a minha casa serviremos ao Senhor" (Josué 24:15), é razão suficiente para estudar este livro importante e emocionante, para descobrir como Josué se tornou um fiel seguidor de Deus.

Traduzido livremente de:
https://www.biblestudytools.com/bible-study/topical-studies/following-joshua.html


Ver o artigo ou a parte seguinte Ver o artigo ou a parte anterior Ver a página principal
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...